domingo, 13 de maio de 2012

Futuro (In)certo


  "Vai fazer vestibular pra que curso?" Se você está no terceiro ano ou já terminou os estudos, certamente já cansou de ouvir e responder essa pergunta, né?
  A indecisão fala alto nessas horas e por muitas vezes, não sabemos o que seguir. Pensando em ajudar vocês, que estão no mesmo barco que nós, começamos hoje com uma nova tag/seção aqui no blog: Futuro (In)certo.
Como que vai funcionar? Eu explico. Vamos tentar passar pra vocês o principal alguns cursos/carreiras do ponto de vista de quem está nele. Quem melhor para nos explicar?!
E para começar com o pé direito, vamos falar sobre Enfermagem, do ponto de vista no nossa blogueira linda, Bárbara Montenegro.
 Mas afinal, o que é enfermagem?
  "Enfermagem é a arte de cuidar e a ciência cuja essência e especificidade é o cuidado ao ser humano, de modo integral e holístico, desenvolvendo de forma autônoma ou em equipe atividades de proteção, prevenção, reabilitação e recuperação da saúde. O conhecimento que fundamenta o cuidado de enfermagem deve ser construído na interseção entre a filosofia, que responde à grande questão existencial do homem, a ciência e tecnologia, tendo a lógica formal como responsável pela correção normativa e a ética, numa abordagem epistemológica efetivamente comprometida com a emancipação humana e evolução das sociedades."

 Bárbara, por que Enfermagem?  
- É até engraçado contar sobre eu estar fazendo esse curso. Hoje em dia, quando encontro meus colegas do colégio e me perguntam como está o curso eu até fico sem jeito de falar que estou cursando Enfermagem. Não que eu tenha vergonha do curso. De maneira alguma! Estou adorando, por sinal. Mas no meu ano de pré vestibular eu me preparei exclusivamente para as disciplinas da área de humanas, já que eu tinha botado na cabeça que queria cursar Direito. Aconteceu que eu, enfim, fiz uma faculdade de Direito, mas não me encontrei no curso, não me via exercendo a profissão pelo resto da minha vida. Passei um período muito pra baixo, sem saber o que fazer na minha vida. Não fazia ideia do que fazer, a única coisa que eu tinha certeza era de que não iria aguentar mais um ano naquele curso. Foi então que surgiu a ideia e a oportunidade de eu fazer Enfermagem. Acredito que essa ideia caiu do céu. Nunca antes, em toda a minha vida, havia passado pela minha cabeça eu fazer tal curso. Eu foquei tanto em Direito que me fechei a pensar em outras possibilidades. Só depois que comecei na faculdade de Enfermagem que eu percebi o quanto tinha um perfil que combina com a área. Sou paciente, gosto de tratar bem as pessoas. E acredito que isso é fundamental nessa área.

Qual a duração do curso? 
- Na faculdade onde eu estudo o curso tem duração de 4 anos. Mas eu tenho aulas de segunda a sexta, das 18h às 22h e aos sábados, das 7h às 12h.

O melhor e o pior da Enfermagem? 
- Pelo menos na região onde moro, as pessoas tratam a enfermagem com um pouco de descaso, mal sabem o quanto é difícil e puxada a vida de um estudante da área. Meus professores cobram muito e eu mesma me cobro bastante também. Por trabalhar diretamente com pessoas, a responsabilidade que é colocada em nossas mãos é grande. Ainda não tenho muito experiência, mas o expediente de uma enfermeira me parece ser um pouco cansativo e a profissão exige muita paciência para saber lidar com as pessoas em várias situações. Porém, é aí que vem o lado bom: nós vamos cuidar de pessoas que precisam de cuidados, não só físicos, como psicológicos, e receber um sorriso como forma de gratidão ou sentir que aquela ajuda fez bem a outrem é recompensante.
  
E o mercado de trabalho, vai bem? 
- Acredito que sim, a área da saúde sempre teve um mercado de trabalho bem amplo. Ter alguma especialidade ajuda bastante no currículo, existem vários concursos públicos para a área, sem contar que o profissional também pode trabalhar na parte administrativa.

O que você diria pra quem quer cursar Enfermagem? 
- De certa forma, a pessoa precisa ter um pouco de sangue frio. Logo no primeiro período tem aula de Anatomia e precisamos passar uma boa quantidade de tempo no laboratório, estudando as peças. Eu nunca tive problema nenhum, mas algumas pessoas da minha turma sentiam muito dificuldade no começo e algumas ainda sentem. Embora a gente vá acostumando com o tempo. Fora isso, acredito que Enfermagem é uma profissão muito gratificante. Fazer bem ao próximo não tem preço. *


E então, o que vocês acharam da nova sessão? E como foi ver a Enfermagem pelos olhos da Bárbara? 
Conta pra gente!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...