domingo, 8 de abril de 2012

Escritora de gaveta: A dois passos

Tumblr_lhv9yrjey91qef5huo1_500_large_large

Tão estranho crescer... perder tudo mas ganhar o mundo.
É assim, acontece de repente, um dia você acorda e já não se vê mais envolto pelos braços da mãe ou sob a mira do olhar do pai. Ao levantar da cama e se olhar no espelho já não é mais aquela pequerrucha que corria em volta da casa para não ir pra escola, já é uma mulher, então meio incrédula do que esta acontecendo se joga no sofá e fica pensando no que foi mas o que toma conta do conjunto cabeça-coração-fala é o que ainda vai ser. De uma hora pra outra você que só tinha como decisão mais importante a roupa com que ia sair agora tem que decidir o que vai ser da sua vida, o que vai ser de você... pra sempre. E você chora. E pensa. E repensa. E dá a vontade de gritar: "Mãaaae, mãaaae, vem cá! O que eu faço? Me diz, mãe. Não to pronta pra crescer."
Porém só você, e mais ninguém, pode, a partir de agora, tomar suas decisões. Isso. Porque agora elas são suas e somente suas.
Teus problemas vão de que cor pintar as unhas à será que o dinheiro vai dar pra pagar as contas em um piscar de olhos. Aos 5 parece que se tornar adulto nunca vai chegar, aos 13 a maioridade é pelo que mais ansiamos e ali, na boca do lobo, quando falta pouco, muito pouco parece que o tempo voou e você sente uma necessidade de proteção maior do que nunca.
Medo. Aflição. Angústia. Nossa, parece que o mundo vai desabar sobre os nossos ombros. A vontade é de se agarrar ao travesseiro e dizer: Porra! É só um sonho. Quando eu acordar vai estar tudo bem. Mas não. É tua vida que está começando e você tem que acordar sim mas pra ela e pra tudo que ela te traz.
Vamos, não se avexe, menina. Tudo vai melhorar. Calma. É só uma passagem. Você, menina, você, está se tornando mulher.
E aí, sob pressão total, você toma um rumo, finalmente. Depois de tanto sufoco, você ajeita tua vida pra si. Você, até que enfim, vai viver uma vida que você escolheu. Você. Você. Você.
Agora você tem sua própria correspondência, vai ao médico só, faz compras e cuida da própria casa... sozinha. Agora, você pensa, sou eu e eu mesma. Nesse momento você percebe que não foi à toa todo o sofrimento, agora vem a parte boa. A liberdade. Ir e vir sem precisar dar satisfações, amadurecer, frequentar todas aquelas festas que você sonhava... pois é. Chegou. Assim, num piscar de olhos.
Olhe pra você agora, menina. Os olhos e o sorriso continuam inocentes mas como, e com muita ênfase no como, como você mudou. Ganhou o mundo, pequena. Nas tuas mãos está tudo. E por mérito exclusivamente seu. Tá sentindo o orgulho? Então, estampa teu sorriso mais bonito na cara e sai por ai, vai comemorar em um barzinho com tuas amigas ou viajando pelas estradas, sem rumo. Você chegou. Você é. Você tem. Aproveita.
E pra você, que ainda está na primeira parte do início da tua vida, vai com calma mas vai. Não se cobre tanto mas se cobre. E principalmente ACREDITE em você. Se valorize. Acredite no teu sonho. Lute por ele. Ah, quando você descobrir isso, esse segredo, você, linda, vai ter o mundo embaixo dos olhos... pronto pra ser seu.

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...