quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Bye bye, 2011



E aqui estamos nós mais uma vez, às vésperas de um ano novo e tentando organizar as ideias, colocar na balança tudo o que vamos guardar, o que realmente valeu a pena, quem fica e quem vai, o que mudar, novos planos e sonhos, mais um amanhã incerto.
Pra mim este foi um ano de muitas conquistas, um mar de coisas boas me aconteceram e uma delas foi vir parar aqui no blog com vocês então só tenho a agradecer à Raíssa e às meninas pela oportunidade.
Não me lembro ao certo o dia mas ano passado escrevi sobre o que tinha sido de melhor no meu ano e bom, naquele, foram as pessoas que entraram na minha vida porém as coisas mudam, neste não posso dizer o mesmo, é claro que entraram pessoas maravilhosas na minha vida (sem contar nas que permanecem desde sempre) mas não foi o que me marcou. Estava adiando vir aqui escrever porque, confesso, estava com certo medo de colocar tudo sobre a mesa e me surpreender com a resposta pra pergunta que não cala. Do que você se orgulha? Uau. Chega a causar constrangimento. Acho que eu mais me orgulho do fato de eu não ter desanimado perante situações difíceis, não, não, eu tenho certeza. O melhor do melhor foi eu ter tido força pra superar barreiras, pra me superar. Seja esta não força física mas força de vontade, algo que surge dentro de você quando se traça uma meta a conquistar.
Tive momentos que nem todo o ouro desse mundo poderia comprar, não dá nem pra explicar porque a emoção foi tanta mas tanta que escorreu pelos olhos, se transformou em abraço, carinho, um laço de fidelidade. Uma chama acesa em meio a um furacão. Isso, melhor descrição não há. E são por momentos como estes que nós celebraremos a virada do ano, por pessoas que sempre estiveram com você, por amor e felicidade.
Promessas. Promessas. Promessas. Quem nunca as fez? Em praticamente 99% dos casos elas não são cumpridas, geralmente são muito bobas ou independentes de alguém pra serem realizadas. Não gosto de promessas, elas sempre são quebradas, na maioria das vezes "eu prometo" é só da boca pra fora. Então ao invés de prometer um regime pra segunda-feira faça um trato consigo mesmo, ou com amigos porque eles podem sempre te alertar quando você estiver se desviando do caminho, e lembrem-se: ao quebrar este trato estará machucando a si próprio. Acho que ele vale mais do que meras promessas, não é?
Acho que nada mais digno que um brinde pra finalizar o ano. O que vocês acham? Então vamos lá...
"Um brinde ao acaso. Um brinde ao que deu certo, ao que não deu em nada. Um brinde ao caminho incerto, à pessoa errada. Um brinde à tudo que acontece, um brinde ao que nunca vai acontecer. Tudo que mudou, e a tudo que nunca vai mudar." Tavares
Vem 2012, vem. E como diria Caio Fernando Abreu, traga todos os sorrisos que o ano 2011 roubou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...